Menu

Em meados de 2011 começamos a imaginar uma forma de alavancar empreendimentos e organizações sociais a partir de uma ideia simples: colocar pessoas físicas ou jurídicas dispostas a investir em contato com empreendimentos, empreendedores e organizações sociais que estariam dispostos a tomar empréstimo e pagar juros bem mais baixos que os praticados no mercado, a exemplo de outras experiências mundiais.

Infelizmente, o peer to peer não foi possível aqui nas terras tupiniquins. A ausência de legislação específica e a regulamentação das OSCIPs de microcrédito (organizações da sociedade civil de interesse público) deixava o projeto no limbo, sendo sua implementação passível de gerar problemas futuros.

Mas não desistimos. A partir de uma consultoria jurídica especializada, nos debruçamos e chegamos à conclusão que a única possibilidade para o fomento ao empreendedorismo e organizações sociais seria o modelo de crowdfunding, por meio de doações de cidadãos engajados.

A diferença para outros projetos semelhantes está em dois aspectos: o projeto tem foco no Terceiro Setor; o doador não é apenas doador, mas um investidor social, cujo investimento deve gerar capital social, humano, cultural ou ambiental.

Assim, a plataforma web também será um espaço de informação e comunicação dos projetos financiados frente aos seus investidores sociais. De visibilidade dos resultados obtidos com os investimentos.

Em 2015 nosso sonho se materializou e esperamos que ele possa ser uma ferramenta poderosa nas mãos de organizações sociais, assim como de pessoas dispostas a investir parte de seus recursos para além da geração de lucro ou dividendos, possibilitando sorrisos, esperança, oportunidades, solidariedade e cooperação.

Leonardo Coelho, presidente do Instituto Intersector

  TOPO